Bali, Indonésia | Como ir até a capital de templos e surf

Entre Ubud, vendo a floresta dos macacos e o sul de Bali, conhecemos muitos templos, lugares e vimos uma cultura linda e diferente. Em Bali, tudo muda rapidamente de um lugar para o outro, então, aproveite o tempo em que estiver lá - pois nós, aproveitamos!

Monkey Florest Ubud Bali

A Familia Sem Fronteiras em Bali

Rice terrace bali

Bali Ubud Campo de arroz

tegallalang Rice Terrace, Ubud I Foto @FamiliaSemFronteiras

Chegamos na Indonésia, em Jacarta, no dia 21 de dezembro, depois de termos ficado 2 dias em Kuala Lumpur (já tínhamos ficado 4 dias antes de ir para Bornéu), onde fiz meus últimos exames neonatais. Antes disso estávamos em Bornéu, onde ficamos por volta de 10 dias.

Ficamos em Jacarta que não achamos tão interessante, mas tivemos que ficar porque a Ella pegou Rubéola e também porque não havia mais passagens de Jakarta pra Bali nesse período do ano. Mas aí conseguimos ir embora no dia 26, e foi onde fizemos o aniversário da Ella no aeroporto, enquanto aguardávamos o voo para Bali e uns 5 dias depois houve um atentado em Jakarta ou seja um mês apos o atentado em Paris e alguns após Istambul. :( Mas enfim, chegamos em Bali, na maravilhosa Bali.

Bali é uma ilha com macacos vivendo livremente, templos que atravessaram anos, ou melhor séculos, e que continuam em pé, firmes em uma história de longas datas, campos de arroz que são cultivados em lugares lindos, montes e vulcões  que permitem uma vista maravilhosa de ser contemplada e muito verde, e claro, praias e mais praias, de norte a sul, perfeitas para o surf no sul com correntes fortes e ondas muito grandes. E já ao norte, praias lindas que convidam para um banho de mar e férias encantadoras.

Pra se explorar Bali e conhecer, é necessário pelo menos 1 semana pois Bali tem muito a se ver e a se fazer. E ir pra um lugar pra ficar apenas 4 dias não é conhecer o lugar. Acredito que conhecer um país não é só conhecer a capital correndo nos pontos turísticos com transfer e tirando fotos com pressa, sem nem sentir o ar local direito.

Para explorar bem essa ilha, alugamos logo um carro que já pegamos no aeroporto mesmo e ficamos com ele por 3 semanas, o que foi ótimo pra aproveitar melhor. Pagamos 17 usd por dia no carro, que foi o que nos levou a conhecer os lugares que vamos ver já já. 😉

_______Sobre________________

Depois de passarmos por Tailândia, Camboja, Vietnã, Hong Kong, Singapura e Malásia, finalmente no dia 26 de dezembro a “família sem fronteiras” chegou em Bali, na “ilha dos Deuses“, que estão retratados em seus inúmeros templos espalhados pela ilha, onde a maioria do povo ainda é budista, apesar de estar em um país de maioria muçulmana, entre seus 4 milhões de habitantes na ilha de Bali, que é uma província da Indonésia.

Iniciamos uma aventura de 3 semanas,  passando ano novo aqui mas confesso que o ano novo não é uma atração interessante em Bali, não como conhecemos normalmente no Brasil ou na Europa. Não havia aquele show de fogos de artifícios como vemos normalmente por aí. Algumas pessoas compram uns fogos de pequeno porte e soltam enquanto os outros sentam na areia com um copo de Champagne ou de cerveja e esperam o ano acabar da melhor das formas: numa praia com quem amam. E é isso que fizemos: comemorar o ano novo com 10 horas de antecedência do Brasil :-)

Bali NYE Seminyak

Ano novo na praia de Seminyak I Foto @FamiliaSemFronteiras

O primeiro lugar onde fomos foi a maior cidade da Ilha, Denpasar, capital de Bali, que tem os seus 400 mil habitantes, apesar de que Bali é pequena, tanto que se pode fazer uma volta de carro em apenas 3 dias rodando ao seu redor ou nem mesmo chega a isso.

E se rodar por Bali, já dá pra perceber que é uma ilha com dezenas de cidades e uma coisa interessante é que todas as cidades são bem próximas umas das outras, todas bem unidas, pra mostrar que são independentes e não mais colônia de ninguém.

Bali foi colonizado pela primeira vez 2000 A.C. pelos austronésios que vieram do sudeste da Ásia e também da Oceania e que são bem parecidos linguística e culturalmente com o povo malaio e filipino. e nesses tempos antigos existiam 9 seitas hindus e cada uma delas cultuava a um Deus em especial como o guia, e por isso, ilha dos Deuses!

Em 914 D.C. foi quando o nome Bali passou a nomear a Ilha e nessa época foi onde o povo desenvolveu o famoso e venerado sistema de irrigação, Subak, que irriga os arrozais que são espalhados em toda a ilha e que se encontram até no meio da cidade.

Bali sempre foi governado por reis, até que em 1906 os holandeses tomaram e saquearam tudo,e tomaram posse da ilha, mas em 1949 Bali conseguiu sua independência e hoje o povo vive tranquilamente em um lugar cheio de belezas naturais.

Em Bali, a diversidade animal é incrível, tanto no oceano quanto em terra. Só em espécies de pássaros, são mais de 280 espécies diferentes, como o símbolo local: o Bali Myna que é encontrado apenas em Bali e está em altíssimo risco de extinção e que infelizmente vale muito no mercado negro. A extinção é um problema que ameaça a diversidade local.

Um animal local também muito comum e que já virou companheiro de convivência com os humanos foi o Macaco-do-Velho-Mundo (O único nome em português fácil para não pôr nome científico) :), e que é o tipo encontrado na floresta dos macacos, em Ubud. E eu me encontrei com eles várias vezes e com bastante medo. 

Já na vida marinha, são mais de 950 espécies encontradas, e claro, Bali fica no Triângulo Coral, que abriga a maior diversidade marinha do mundo! E é conhecido como a Amazônia dos Mares, cobrindo uma área de 5.7 milhões de km² e que além de Bali, também cobre a Malásia, Pápua Nova guiné, Filipinas, Ilhas Solomon e timor leste e que apresenta mais de 500 espécies de coral e recifes.

Resumindo aqui, Bali foi escolhida pela Travel and Leisure, em 2010 como a melhor ilha pra se visitar por conta da sua riqueza ambiental, cultural e natural. Já em 2011 ficou em segundo lugar, logo depois de Santorini, na Grécia. Realmente merece o título, e com certeza outros virão! 😀

Bali Myna -

Bali Myna I Foto @Google Image

Macaco do velho mundo Bali

Macaco do velho mundo I Foto @Google

Gili Lombok Bali

Por do sol ilha Gili T I Foto @FamiliaSemFronteiras

____________Visto_____________

O visto é sim obrigatório pra estar em Bali, mas apesar disso, é a coisa mais fácil do mundo de conseguir>Você chega e no aeroporto mesmo consegue apresentando o passaporte (válido pra até 6 meses depois da sua data de partida) e o pagamento de 25 dólares. Pagou, ganhou a estampa, simples assim! 😀

________Atividades____________

Bali com certeza tem muitas atividades pra se fazer, nós por exemplo, adoramos as praias, por conta dos clubes, e nesses clubes dá pra aproveitar mar, piscina, comida e música ao vivo.

As praias do sul de Bali são ótimas pra quem gosta de surfar, não são as praias ideais pra quem quer nadar, porque as ondas e correnteza são extremamente fortes.

Quem quer praia pra nadar e ter um visual mais bonito pode ir para o norte da ilha e conhecer as belezas naturais, ou até mesmo pegar um barco e ir até as ilhas Gili, que fica a 2 horas de distância, e lá sim, as praias vão deixar de boca aberta, é um paraíso!

Em Bali é normal ver australianos, por exemplo, que vivem próximos e vêm atraídos pelo baixo custo e muita diversão, e como eu já disse, aproveitar as praias pra surfar.

Agora, Bali não é um lugar só de praias não, e sim de muita história escondida nos templos espalhados  por todos os cantos, e que normalmente são em florestas ou na beira do mar, e na maioria das vezes, habitados por macacos  e além disso, Bali é um lugar que possui muitos campos de arroz  que podem ser visitados e até vulcões e montes pra se conhecer, veja só o que nós exploramos! 😉

           Beach Time I Praia e mais praia

Bali tem uma coisa que não falta em nenhum cantinho, são as praias. Nós ficamos principalmente no sul da ilha, aproveitando as praias de lá.

A maioria das praias de Bali tem como alugar pranchas pra Stand Up Paddle, e é uma febre, moda mesmo, então com certeza vai valer a pena subir em uma prancha dessas e relaxar sobre a água.

As praias não são tão paradisíacas como na Tailândia ou Maldivas, não é assim não. Mesmo que não sejam tão cinematográficas, as praias ainda têm o seu charme, como por exemplo, a praia de Nusa Dua, que fica bem no sul de Bali, onde ficamos, no hotel Mulia. A praia é bem clima família e tem espreguiçadeiras pra relaxar à vontade.

Já quem gosta de clubes de praia, eu aqui, que amo, tenho que mencionar a inesquecível praia de Seminyak, que na verdade foi a minha preferida, por conta dos clubes, como o Potato Head e o La Plancha, e por ser mais animada.

Agora, pra ficar próximo de tudo ali no sul e ainda aproveitar uma boa praia, eu aconselho a praia de Padang Padang, que é ótima e dá um ar de ser secreta mas cuidado com a correnteza que é muito forte, mas é ótima pra quem gosta de esportes aquáticos. Uma outra curiosidade é de que essa praia é conhecida por ter sido cenário do filme Comer, Rezar, Amar, de 2010, com Julia Roberts. Viu? Não somente ela veio, eu também estive aqui! ??

Mas uma praia que eu adorei em Bali foi a praia de Pandawa, que fica embaixo de um penhasco, e lá a faixa de areia é extensa e cheia de guarda-sóis e cadeiras, e ainda dá pra alugar kayak.

Outra praia legal pra ir, não pela praia em si em termos de beleza mas por ser uma praia movimentada, é a praia de Kuta, bom, em Kuta é bem cheio de turistas e tem muitos restaurantes e é lotada de turistas mas a faixa de areia lembra um pouco a praia de Santos, a areia não tão clara mas é uma praia bem animada. E lá dá pra comprar um milho gostoso! 😀

Outras que fomos foram Jimbaran e Dreamland beach, que são praias boas pra conhecer em Bali também.

Também tenho que ressaltar que a maioria delas só se pode entrar pagando, ou seja, nada é de graça.

Jimbaran Beach Bali

Jimbaran Beach Bali

Praia de Jimbaran I Foto @FamiliaSemFronteiras

Gili T Bali - Lombok

Agua turquesa e morna: paraíso ! I Foto @FamiliaSemFronteiras

Bali Lombok Gili

Foto @FamiliaSemFronteiras

padang-padang02

Padang Padang

padang-padang01

Padang Padang

Nusa Dua Bali

praia de Nusa Dua – frente ao The Mulia I Foto @FamiliaSemFronteiras

    Onda onda, olha a onda I Surf e Prancha

Bali é uma ilha repleta de praias que são ótimas pro surf, e todo o surfista que se preza vem até aqui pra poder surfar as ondas dos deuses. Não é por beleza, como na Tailândia, mas os australianos, por exemplo, amam, por conta das ondas e do custo.

As melhores praias que eu pude perceber, onde vi mais surfistas foram a praia de Uluwatu, onde é possível surfar com a vista de um templo no topo do penhasco. Também a praia de Padang Padang, que tem quiosques e é bem acessível, além de ser perfeita, com ondas muito altas  e têm tubos bem consistentes, exatamente como a praia de Green Ball, em pleno mar aberto, onde as correntes são mais fortes.

Agora, muito cuidado com o que tem abaixo de onde as ondas quebram, sim, corais afiadíssimos, prontinhos pra “amortecerem uma queda”.  😉

Essas praias é muito comum ver muitos surfistas, mas como eu disse, é pra quem quer mesmo surfar, porque acho as praias do sul de Bali, de Seminyak até o extremo sul, super perigosas pra um banho de mar.

Agora, pra quem quer começar  e ao mesmo tempo ver os mais experiêntes em ação, recomendo a praia de Nusa Lembongan, onde os tubos aqui são bem consistentes e não muito perigosos, mas mesmo assim, algumas áreas são mais perigosas, como a parte do Navio Encalhado.

Então aqui eu explico, as praias do sul de Bali são realmente voltadas para o surf. Surfistas, sejam bem vindos à Bali! 😀

Surf Porto de galinhas

A surfista do domingo I Foto feita em Porto de Galinhas, Brasil – maio 2016

surf

      Party I Clube de praia, DJ e muito sol

Quando se pensa em Bali, se pensa numa cidade (Bali é uma ilha) calma e autêntica, onde a vida local acontece em volta do budismo e dos templos. A realidade é diferente: Bali (ou seu sul) é badalada e é o que os turistas australianos vêm procurar: ambiente festivo, música boa, sol e corpos bonitos. Porque sim, se algo me marcou é a beleza das meninas e dos meninos todos lindos com corpinhos de blogueiros instagram bem cuidados.

Quem nos conhece sabe que adoramos ir em clube de praia para descansar e aproveitar da praia. A particularidade destes clubes é que estão todos pés na areia, num ambiente legal com música e às vezes com comida super boa.  Em Bali, como no Brasil, as entradas podem ser pagas e/ou com consumo mínimo. Porém, o serviço que oferecem esses clubes valem, a grande maioria do tempo, o preço que pagamos neles.

  No Potato Head Beach Club | Seminyak Beach

Nas 3 semanas em Bali, fomos 2 vezes ao Potato Head, que fica na praia de Seminyak. O clube estava bem cheio e os melhores lugares ocupados, normal, por ser um top clube na praia. O ideal é reservar antes e chegar cedo; perto das 10h. Enfim, quando fomos era período de final do ano e então super alta temporada. 

O Potato Head é um clube de praia com piscina, restaurante, bar, DJ e um som ao vivo em um ambiente de alto padrão de frente ao mar. A piscina infinita é ideal, com barzinho e mesinhas com um menu irresistível entre comes e bebes e com um grelhadinho delicioso, e tudo isso ali, de frente à praia. E se formos pra areia, podemos alugar as espreguiçadeiras de luxo e relaxar à vontade, pagando aí uns 100.000 rp por casal. 😉

E se vier de carro, tem até estacionamento super seguro, “protegido” por guardas.

Potato Head Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Potato Head Bali

Um hamburger de frango ? I foto @FamiliaSemFronteiras

Potato head Bali

                 Ou no Klapa New Kuta Beach

O clube de Klapa fica em Kuta e ocupa uns 3.5 hectares com muito luxo e com diversos espaços para entretenimento, que vão de lounges temáticos, academias a bares e cafés e ainda faz casamentos com tudo pronto!

O clube tem um super terraço a céu aberto na beira de um penhasco  com uma vista de tirar o fôlego, com mesas e espaço à vontade pra admirar o  pôr-do-sol e ainda tem praia particular: A praia de Dreamland beach.

A equipe é excelente, com chefes preparando pratos deliciosos e com sabores exóticos e bares com cocktails pra alegrar noite e dia.

E falando em noite, tem festas noturnas especialmente para mulheres, alguns dias, nós femininas não pagamos nada. É um clube seguro  que é pra família, pro jovem, pro idoso, pra todo mundo!

Mas cuidado, a entrada é paga e custa cerca de 200.000 IDR (menos de 30 R$). Mas tudo bem: valor da entrada é convertido em credito de consumo

Kupla kuta Bali

Klapa Kuta dreamLand Beach Bali

        E ainda no Ku De Ta Bali | Seminyak Beach

Outra opção em Seminyak  é o Ku De Ta Bali, que é um símbolo em luxo em clube de praia.

A aparência do clube é tudo, um gramado de frente à praia  com mesas, espreguiçadeiras e guarda-sóis longos e com atendimento ágil a qualquer estalar de dedo, e ainda tem shows ao vivo.

A comida, além de gostosa, ela vem bem servida e muitíssimo bem apresentada no restaurante, que é muito lindo, bem espaçoso, fresquinho, além de super confortável  e ainda tem a área do Pérgula, pra quem quer mais privacidade, e além disso com um ótimo som ambiente tocado pela rádio do próprio clube.

Então, um lugar perfeito pra um brunch ou jantar com amigos ou o amado, no restaurante Pergola, à luz de velas, bem no clima mesmo.

Ku De Ta Seminyak Bali

Foto @Ku De Ta

Ku De Ta Bali

Foto @Bali Plus

 

 

              Por do sol I 50 tons de rosa

Uma de nossas alegrias e atividades preferidas é assistir ao pôr do sol, como já deve saber.

Pra nós, é como uma recompensa, terminar um dia lindo de sol e depois assistí-lo se pôr, é como uma forma de agradecê-lo pelo dia.

O pôr do sol de Bali, foi uma das coisas mais lindas que vimos aqui, e tive que pegar, nem que fosse um pedacinho desse post pra mencionar isso, pra que todos que lerem esse post, possam ir a Bali e parar pra admirar um pôr do sol de céu laranja, rosado, cores vivas e diferentes que encantam, como uma pintura em 3d, sendo os raios do sol a tinta e o céu o quadro.

É uma arte da natureza que nós paramos pra admirar em qualquer lugar que estivermos.

por do sol Seminyak Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Por do Sol Seminyak Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Foto @FamiliaSemFronteiras

Foto @FamiliaSemFronteiras

Por do sol Bali

A #GravidapeloMundo I Foto @FamiliaSemFronteiras

Gili Lombok Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

              Triângulo Coral I Mergulho e fundos marinhos

No Brasil, vemos no mapa algo gigantesco, verde, que praticamente toma (bom, tomava) conta de todo o território norte brasileiro, a Amazônia. Sim, visível, mas e se houvesse também a Amazônia dos Oceanos?
Talvez você iria achar que eu esteja falando de Atlantis, bom, quase isso, pode ser. Mas o que é, é um tesouro dos mares, onde as cores se misturam em corais e vida marinha, peixes, arraias e muitos Nemos.

O Triângulo Coral é uma área submarina gigante com 5.7km² e que abriga mais de 500 espécies de recifes e corais, que dão vida, alimento e moradia a muitos seres do mundo subaquático.

A vida marinha dessa imensidão sustenta mais de 120 milhões de pessoas, que vivem por aqui, e que têm esse refúgio como fonte de renda e alimentação.

Infelizmente, como a Amazônia brasileira, esat aqui também sofre danos porém a WWF está com um programa de proteção, que esperamos funcionar, pois nadar com tubarões baleia, arraias, golfinhos e ver a infinidade de peixes aqui, é algo lindo que todos deveriam experimentar ver de perto.

Uma beleza exuberante e inestimável!

diving_spot

https://tr.im/1gBbw

Bali mergulho Reef Coral

Foto @1planetMobi

Corais Bali

 

      Ilhas Gili I As 3 ilhas encantadoras

Gente, se tiver um lugar onde deveriam ir é ESSE !

Em apenas 2 horas de barco da ilha de Bali, frente da ilha de Lombok, as ilhas Gili são o tesouro escondido da Indonesia e o que eu mais adorei na nossa viagem à Indonésia, e fiquei louca pra chegar logo, por ter visto nos vídeos e fotos na internet que eram um tesouro escondido na Indonésia.

As ilhas Gili são 3 ilhas: Gili Meno, GIli Air e Gili Trawangan, onde ficamos. Essa última é também a que mais tem infraestrutura entre as 3, e é onde a maioria das pessoas ficam. Em Gili é possível fazer um dos melhores mergulhos da vida e ver um mundo submarino inigualável, com uma vida marinha muito linda: tartarugas gigantes e até cobras do mar! A água é simplesmente azul turquesa clarinho e paradisíaco.

Pra chegar tivemos que pegar um fast boat e levou 2 horas. Esse paraíso fantástico é digno de ser visitado e admirado, com certeza voltaramos! 😀

Aqui, explico mais sobre o paraíso das ilhas Gili

Gili Bali Lombok

E esses 5 tons de azul ? I Foto @familiaSemFronteiras

Gili Lombok I Bali Beach

50 tons de azul I Foto @FamiliaSemFronteiras

 

Ombak Sunset Gili T - Bali - Lombok

gili03

              Templos e a vida local I Templos de Tanah Lot & Uluwatu

              * Templo de Tanah Lot

Esse é um dos principais templos da Indonésia, e quase todos os passeios o incluem no roteiro, e ele fica a 20 km de Kuta. O templo é bem na ponta do mar, tanto que o nome original  da pedra é Tengah Lod, que significa ‘no mar’.

Houveram alguns problemas com a sua base de pedra, por conta das ondas batendo forte por anos, o que acabou causando risco de erosão, mas recebeu ajuda e hoje em dia boa parte da base é de pedra artificial.

Alguns outros templos próximos são os Penyawang  e ao norte o Batu Bolong  que também é construído sobre uma pedra. Mesmo que não se possa entrar no templo, as vistas panorâmicas  e oferendas culturais são destaques.

Para chegar em Tanah Lot, é preciso passar pelo Resort Pan Pacific Nirwana até o fim da rua. Ele fica em Jalan Raya Tanah Lot, na vila de Beraban
O templo funciona de 07h00 até às 19h00 e custa 60.000 rp a entrada.

tanah-lot

14697055_10210544471786477_2011977675_o

Campo de arroz no meio do caminho! Isso é #Bali !

14689074_10210544471306465_208215623_o14678087_10210544471746476_1915256485_o14672743_10210544471266464_928965359_o

              * Templo de Uluwatu

O templo de Uluwatu fica a 70 metros do nível do mar em um penhasco com uma vista incrível, uma colina que nunca sofreu erosão, diferente de outros, mas isso porque se acredita que existe uma proteção, e por isso nada acontece aqui pra danificar o templo.

Há duas entradas onde dá pra ver, nas portas, folhas e flores talhadas e na frente umas esculturas com corpo humano e cabeça de elefante, além disso é considerado um dos 6 templos pilares  espirituais de Bali.

O templo é datado do 10, e como está ao lado de uma floresta com macacos, que não são poucos, eu que o diga. 😀 Dizem que eles protegem o lugar. Muito bom avisar logo que os macacos daqui acabam roubando telefones e objetos, então pra amansar as ferinhas, levem umas frutas pra dar a eles.

Uluwatu reúne em um só ambiente toda a cultura local, como a arquitetura do templo, macacos, a vista, o penhasco, o pôr-do-sol e a dança diária, o Kecak.

Para chegar em Uluwatu, é preciso pegar a estrada que vai para Nusa Dua e Jimbaran e seguir pela estrada que sobe para Uluwatu, é tudo bem sinalizado.
Ele fica a uns 25 km de Kuta e saindo de Kuta, em uma hora se chega lá.
O templo funciona de 09h00 às 18h00 e o valor de entrada é de 25.000 rp.

uluwatu-temple

     Monte Batur I A subida do grande vulcão

Quando subir o Monte Batur?

A subida é recomendada a ser feita nas estações de seca, ou seja, de Abril a Novembro. Nas estações mais chuvosas, o tempo é até favorável, pois é possível subir com dicas dos moradores locais. A subida é relativamente simples e sem nenhuma dificuldade técnica, e também é recomendada a qualquer um a partir dos 12 anos. Ao contrário da subida do Monte Agung, que no caso é muito mais demorada e difícil, não é necessário ter um preparo físico tão atlético ou ser um praticante de caminhadas. Indo a um ritmo tranquilo, dentro do que puder, é possível chegar ao topo entre 2 e 3 horas.

O tour pelo Monte Batur

Várias agências irão oferecer passeios ao Monte Batur saindo do seu hotel, onde estará hospedado, eles buscam lá. Fique experto: Vão oferecer passeios com valores que vão de 20 EUR a 100 EUR por pessoa, porém, tenho um conselho a dar; Negocie! Especialmente se você estará com um grupo. Pra mim, pelo que eu vi, um bom preço a aconselhar é que fique entre 30 – 40 EUR por pessoa no máximo, isso já incluindo o transfer e o guia para a subida. Há 2 passeios diferentes:

  1. Passeio curto: A subida, café da manhã ao nascer o sol e descida pelo mesmo caminho que subiu.
  2. Passeio longo: A subida, café da manhã ao nascer do sol, passeio na cratera e descida pelo outro lado do Monte.

Entre praias e ilhas e surf e tal, Bali não é apenas isso não, também abriga em Ubud, mais no interior, lugares incríveis nas alturas, as montanhas e montes, como o Monte Batur. Nós não subimos por conta da minha gravidez, eu já estava com 7 meses e o colo do útero aberto era muito arriscado subir porque poderia acontecer um parto prematuro do Noam e além disso queríamos mesmo era aproveitar bem nossos últimos dias na Ásia, e claro, na praia, e por isso fomos para as Ilhas Gili.

Mas esse vulcão de Bali é uma atração aqui, porque todo mundo quer fazer essa aventura, é uma prova de energia e superação e que tem uma recompensa ótima ao chegar no topo e se maravilhar com a vista, acima dos 1.700 m de altitude, como o lago Batur Caldera.

Na cratera tem umas atrações bem interessantes, como o templo Ulun Danu Batur, que fica muito bem aconchegado, e aí, uma foto ali pra guardar o prêmio de que realmente subiu. E se puder, no caminho, dar uma paradinha em Penelokan pra admirar a vista por cima da cratera, que é muito bacana, e de lá podemos ter as vistas mais completas e panorâmicas, além da mistura das pedras vulcânicas do lugar, que dão um toque bem especial e ainda pode fazer uma paradinha pra comer & beber aqui mesmo, nas alturas de Bali.

O monte tem 3 vulcões, batur 1, 2 e 3 e uma ótima pedida é fazer caminhadas pra ver o nascer do sol e também o pôr do sol.
Outros pontos que podemos observar daqui são o lago Batur e o monte Abang.

Quem quiser pode fazer o passeio da caminhada até o topo, que dura 10h e é acompanhado por um guia e tem o valor de 100 usd por pessoa. Já quem quiser sobrevoar poder fretar um helicóptero e fazer o voo que dura 2h30 e custa 1000 usd por grupo.

Monte Batur Bali Indonesia

Foto @BaliSolo

batur-mount

Nascer do sol Monte Batur Bali

Foto @baliSolo

       Em Ubud | No centro da Ilha

 

Porque Bali não é apenas feita de mar e de praia, recomendamos muito ir até Ubud, cidade cativante no meio este de Bali.

O ideal é de ter uma base na cidade para poder aproveitar com calma dos arredores e das atividades que não faltam.   Porem, para quem estiver numa viagem curta de 4 dias na ilha, é totalmente possível sair cedo de manhã de qualquer cidade/praia do sul de Bali, visitar Ubud e voltar durante a noite para o hotel base na ilha. Como ? A viagem dura ao máximo 3 horas (com transito né) de Nusa Dua até Ubud.

Quando chegamos em Bali, alugamos um carro e então fomos aproveitar durante 3 dias da “zenatitude” de Ubud. De Nusa Dua até a peacefull Ubud, foram 2h30 de viagem numa estrada tranquila; atravessando cidadezinhas e campos de arroz.  La, dormimos no incrível Komaneka at Bisma, um hotel bordado de campos de arroz.

     Arrozal Tegalallang I Campo de arroz

O campo de arroz Tegallalang é o mais famoso de Bali. Símbolo de plantação de arroz, o que é cultivado aqui de forma especial porque os nativos consomem arroz até no café da manhã.

A irrigação aqui é de uma forma única e que foi passada já há anos e que ainda é utilizada da mesma forma desde o século 8.

Tegallalang encanta e eu achei incrível o formato da terra com ondas, muito bem cultivado e com uma identidade tao forte.  Até conhecer Tegallalang, nunca tínhamos visto campos de arroz fora das fotos encontradas tanto no Instagram quanto no livros.
A beleza da plantação acabou virando atração e até abriram uns cafés pra que os turistas pudessem sentar e admirar a paisagem de “arroz”, mas confesso, é linda mesmo!  O ideal é chegar de manha para estar sozinho dentro dos terraços e sentir a alma do lugar.        Quando fomos em janeiro, a cultura do arroz ja tinha acabado e então a maioria dos campos era seca.  Porem, em Bali, as arrozais, chamadas de Suwah, podem dar até 3 coletas do melhor arroz indonésio.

Mas existem campos de arroz em todos os lados no sul de Bali. Nós vimos muitos mesmo, e até no meio da cidade se vê, entre os edifícios e próximo de estradas e até mesmo no meio de Seminyak. Do sul de Bali até Ubud, é só arroz!

Arrozais Tegallalang

Nada como capturar fotos em arrozal por ter uma vista exótica que se estende por todo o vale. Agora, encontrar um senhorzinho simpático que segue o esquema de venda da internet, conquistando o cliente oferecendo a visita e uma bebidinha de coco, e logo após cobrando por um chapéu de folha de bananeira, e também uma pequena taxa pra tirar foto com ele, o dono de tudo isso, malandrinho! 😀
Também é muito comum achar várias artes em Tegallalang, tudo esculpido em madeira. O pessoal do vilarejo de Pakudui é bem talentoso e fazem de tudo com a madeira. É uma arte trazida já de gerações antigas. O pessoal faz e vende, cavalos, leões, figuras humanas ou até meio parecidas, de tudo mesmo, basta bater o olho, gostar e comprar – um bom item pra levar de presente, né?!

captura-de-tela-2016-09-29-as-18-06-01

Foto @Googleimage

Bali Ubud Campo de arroz

Foto @FamiliaSemFronteiras

Campo de arroz Bali - Ubud

Foto @FamiliaSemFronteiras

Campo de arroz Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Campo de arroz Ubud Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Campo arroz telallagang Ubud Bali

  Monkey Forest I A floresta dos macacos

A floresta dos macacos, em Ubud, é uma atração mesmo pra quem visita Bali. Fica bem acessível e próximo das principais áreas de alojamentos e dá pra ir até andando. O lugar é muito bem preservado, com templos e construções bem antigas com muito lodo e folhas em cima.

Tenho o maior medo de macacos, muito mesmo! Aquele medo que da até sincopa :-) Na Ásia fomos à muitas ilhas habitadas por macacos, e veja só, até na praia eles estão, só falta pegarem uma onda, né! Seja na Tailândia, em Phi Phi ou em Ko Samui, na Halong Bay no Vietnã (aqui eram super agressivos, causavam medo mesmo!) e enfim, em Bali também!

Pensei que iriam me matar, sério, eu tenho muito medo mesmo! Mas aqui, nesse parque, podemos comprar bananas pra poder acalmá-los. O Bruno, logo, fez o que? Comprou as Bananas, mas ao invés de resolver o problema, piora porque eles vêm pra cima pra você dar cada vez mais, ficam de olho mesmo, e sobem em cima das pessoas. Fiquei uma hora tentando não chorar. Mas agora, lembrando, confesso que não paro de rir! 😀

Caso algum macaco roube algo, há um serviço tipo achados e perdidos, que é específico pra pertences roubados pelos macacos, mas tente não precisar disso porque não vai ser rápido.

guias locais, caso haja interesse em saber a história dos templos – e um aviso importante é, se uma mulher estiver na menstruação, não é permitida a entrada, apesar de que, ninguém vai saber, né!

A entrada fica em 40,000 rp para adultos e em 30,000 rp para as crianças.

Monkey Florest Ubud Bali

Sacred Monkey Florest I Foto @MariBaliTour

Monkey Florest Ubud Bali

Sacred Monkey FLorest Ubud/Bali I Foto @Google Image

Monkey Forest Ubud Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Ubud Art Market I O mercado de Arte Local

Depois de visitar a floresta dos macacos, caminhar um pouco mais faz bem, então, em uma distância de 1 km está o mercado de arte, que fica bem em frente ao Palácio real Puri Saren e é uma feira como a de Ipanema, que vende-se de tudo feito artesanalmente: tapetes, almofadas, bolsas, carteiras, estátuas e tudo isso e mais um pouco. Quem quiser ver em boa qualidade como é, pode assistir o filme da Julia Roberts, de 2010″ Comer, Rezar, Amar”. Ela também fez umas comprinhas aqui. 😉

Os artesãos mesmos que fabricam e vendem ali seus trabalhos. Eles são normalmente dali mesmo, ou de vilarejos próximos, e por isso a autenticidade dos objetos são bem maiores, ou seja, um ótimo lugar pra se comprar lembrancinhas locais.

Os valores são diversos, e às vezes são ditados ali, na hora, na lata e aí vale praticar o “gogó” pra barganhar e conseguir um bom preço, e outra coisa é, o mercado é bem grande, então se quiser mesmo comprar algo, ou até muitas coisas, vale a pena andar tudo em um dia e no outro voltar nos lugares que mais gostou pra chorar um precinho.

O mercado funciona todos os dias das 8h00 às 18h00.

        Ubud Morning Market I Feirinha local

E aí você vai até o Ubud Art Market e vê o lugar perfeito para você, como turista, comprar as lembrancinhas pra levar pra casa, ok, perfeito, mas percebe só uma coisa, olhe pros lados – mais turistas do que locais. Opa! Se existe esse mercado, ok, mas…
…onde é que os locais vão?!

Ubud Morning Market é o mercado onde se encontra a autenticidade local, onde podemos ver de verdade o comércio daqui de Bali e achar as coisas daqui em preços bem melhores até.

Bom, a dica está aqui, chegue antes ou até às 9h00 da manhã porque é quando o mercado começa a funcionar fresquinho, ou melhor, vamos chamar de feira! Exatamente como no Brasil, a feira começa fresquinha e aí é muita gente e muita coisa boa também, mas por que chegar cedo? Porque assim que as coisas vão acabando – e acabam, hein! – começam as barraquinhas pros turistas, então, já fica a dica. :)

Pra chegar aqui, é só seguir em direção ao Palácio Imperial Jalan Raya Ubud, ele fica a uma hora do aeroporto de Denpasar. E se estiver no centro de Ubud, dá pra chegar a pé, o endereço é Jl. Raya Ubud No.35, Ubud, Kabupaten Gianyar, Bali.

Taro Elephant Safari Park I Passeio de elefante

O parque dos elefantes é uma das melhores atrações familiares. O parque possui mais de 3.5 hectares de puro espaço pra se fazer um safari em floresta verde pura e um ar bem tropical, e o melhor de tudo, muito bem cuidado.

Os elefantes daqui são da espécie da Sumatra, que infelizmente é uma das espécies de elefante em maior risco de extinção no mundo, mas aqui têm o total cuidado e a completa proteção do governo da Indonésia.

Nada melhor do que trazer uma criança aqui, até porque já ficam alegres no zoológico, que só podemos observar, já aqui a coisa é diferente, que tal andar nos elefantes, tocar neles, e até dar banho neles? A interação com os animais fazem com que o passeio venha a valer muito a pena mesmo e além de tudo, como eu disse, admirar tudo, tudinho, como os lagos e cenários lindos!

Quem quiser também pode ficar no hotel do parque, e até na suíte que tem vista pra todo o parque e dá pra ver os elefantes brincando, andando, se banhando. O hotel tem um estilo bem de safari mesmo, super temático e onde muitas estrelas já se hospedaram.

Uma palavra pra descrever: Surpreendente! 😍

Elefante Ubud Bali

Cuidado: atravessa de elefantes ! Foto @FamiliaSemFronteiras

Elefante Ubud Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

elephant-taro

Foto @Balistarisland

 

_______Comer e beber ?________ 

Em Bali, eu que sou comilona posso dizer, dá pra comer bem aqui! Os restaurantes são super legais com pratos muito variados e a comida local é deliciosa. Mas pra quem quer saborear variedades tem de tudo. Nós por exemplo fomos em um Tailandês bem baratinho em Jimbaran. Também, em Ubud, há muitas opções mesmo, com sabores do mundo todo e pra todos os bolsos. Um que eu recomendo muito e loucamento é o Naughty Nuri’s, que é bem rústico masfaz o melhor assado de Bali, nossa, que costela de porco gostosa!

Outro lugar ótimo pra encontrar restaurantes em cada esquina é em Seminyak, além de ser um lugar moderno que até me lembra um pouco Barcelona com tanta animação e cheio de vida e esplendor e lotada de turistas. Lo-ta-da mesmo. E se quiser conhecer um prato local, de Bali, achando que é só mais um pratinho, eu recomendo o Merah Putih, depois de lá, qualquer um vai se surpreender!

Agora, nas praias, sempre há um quiosquezinho pelo menos, como em Padang Padang. Comer em Bali, não é dificuldade nenhuma, a única dificuldade é parar. 😉

A cidade em si não é tão linda mas o lugar é muito moderno aqui nesse ponto da cidade com os restaurantes bombando e fervendo sempre. Os fogões sempre com panelas cheias e preparando coisas deliciosas pra satisfazer os famintos de plantão.

    Potato Head Beach Club | Seminyak beach

Como já mencionei nos clubes de praia, esse é o lugar. Estar aqui e aproveitar o sol, praia e piscina, além de música, paz e tranquilidade em alto estilo, imaginar fazer isso enquanto posso saborear um ótimo grelhado, um sanduíche ou comida local feita ali na hora por chefes locais renomados é simplesmente sem preço!

A cerveja é servida bem geladinha e o clube possui vários lugares diferentes pra se pedir algo pra comer, como o restaurante do último andar, que é francês e o restaurante debaixo, que é o de comida local, fora os petiscos nos bares, que o pessoal até traz até você. Esse é um bom exemplo de onde se comer bem aqui, e a área é lotada de lugares assim, um querendo servir melhor do que o outro. Apesar de existir muitas opções por aqui, eu recomendo esse clube! 😀

Potato Head Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Potato Head Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Potato Head - Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

            La Plancha | Seminyak Beach

O La Plancha, quando se fala em comer, e comer bem, é o lugar certo, pois serve os melhores grelhados e ainda muito mais. Os pratos principais são espanhóis, como tapas e grelhados espanhóis autênticos, dando um ar bem espanhol mesmo.

Não é difícil achar esse clube, que é todo colorido na frente e fica sempre lotado e tanto que se percebe que os restaurantes próximos tentam copiar. Assim que chega já dá pra ver o colorido dos pufes, sofás e tudo mais que tem pra se sentar. Ele fica aberto desde o café da manhã até o jantar, e é um lugar ótimo pra se aproveitar bem o pôr do sol e bater aquele prato! Em falar em café da manhã, o daqui já serve um que é super cheio de proteínas, com bacon, ovos, omeletes e muitas especiarias espanholas. No almoço comemos uma costela de porco no capricho! 😀

As bebidas são diversas, são cervejas do mundo inteiro, mas tenho que dar créditos para a nossa querida Bintang, que o Bruno adorou! Eu, ainda grávida, fico com os sucos, e batidas de frutas que não tem fim!

Tudo isso em um ambiente rústico, tranquilo e ao bom som de reggae e músicas calmas, e com uma equipe que nos dão a sensação de que realmente somos bem vindos.

Seminyak Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Seminyak Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

Semyniak Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

La plancha Seminyak Bali

La Plancha Seminyak Bali

 

 

       Luxe barbecue & Grill I Churrasco ao luxo balines

Restaurante bem próximo a um campo de arroz, o Juwuk Manis Rice, oferecendo requinte e luxo com uma visão bem balinesa e cozinha internacional, ultrapassando expectativas da gastronomia.

Os frutos do mar são especialidades da casa, além de grelhados, é claro, mas nada melhor do que a apresentação em que se preocupam em nos trazer em um ambiente familiar e convidativo que vale a penas cada garfada e centavo.

grill grill03

 

          The Restaurant at The Legian

Restaurante requintado que sabe o que é luxo e excelência, pois respiram qualidade e o atendimento é sensacional.
Fica na praia de Seminyak, e oferece cardápio de frutos do mar e também comida francesa, que eu aprovo!
Uma vantagem também é que servem pratos sem glúten, o que é um grande diferencial.
A apresentação nem precisa de comentários, pois me deixou de boca aberta e além disso, o lugar em si é maravilhoso. Quem vier a Seminyak tem parada obrigatória aqui.

legian legian05

 

________Onde dormir ?_________ 

Chegamos em Denpasar e fomos a Jimbaran onde dormimos num hotel baratinho com piscina e academia por apenas 28$, daí seguimos para Nusa Dua, voltamos para Jimbaran, e fomos para Ubud, que é onde se encontram os templos e também fica bem próximo às florestas de arroz e onde passamos 3 noites, e finalmente chegamos nas ilhas GIli onde passamos uma incrível semana entre mergulho, praia e tartaruga.

Reserve aqui e ganhe 15 euros na sua próxima estadia!

         Ayana Resort & Spa | Jimbaran

Na lista do World Luxury Hotel Awards Nominee em Luxury Design Hotel, está a Luxury Family Hotel. O hotel Ayana Resort tem 3 hotéis: Rumba Jimbaran,que é o mais barato, o Ayana Resort & Spa, e o super luxuoso Villa . É também lá que tem o Rock Bar Bali, um bar que é em cima de uma pedra diretamente em cima do mar e das ondas.

Ayana Resort & Spa Jimbaran, Bali

Ayana Resort & Spa Bali

Topa para um spa em cima do mar ? I Foto @googleImage

Em Bali, a coisa mais fácil é encontrar um lugar onde dormir. Que seja um guesthouse, uma villa, um hotel de meio padrão ou ainda um hotel de luxo. Em bali há mais de 30.000 quartos de hotéis. Sim, leu bem: mais de 30.000 quartos de hotéis, fora villa e guesthouse.

Mesmo que a ilha inteira tenha boas ofertas de quartos, é no sul da ilha que encontramos quartos mais em conta. É também lá que se implantaram os hotéis conhecidos mundialmente de alto padrão com preços baixos à partir de 9$. Enquanto os hotéis de padrão superior e de luxo estão em todas as partes e de forma mais lógica, de frente para o mar. Lembrando que o sul da ilha é onde tem as praias mais bonitas onde praticar esportes aquáticos mas também a parte mais turística

E então, que seja em Seminyak, Kuta, Nusa Dua ou ainda Legian, para os spot de praias, ou ainda Ubud para o lado mais “natural”, em Bali não faltam opções para todos os bolsos.

Como expliquei acima, quando fomos para Bali, ficamos lá 3 semanas e mudamos de hotel e de cidade a cada 3 dias. Temos então uma lista grande de opções de padrão médio e superior de hotéis para vocês poderem escolher o melhor. 😉

         Komaneka at Bisma | Ubud

Em Ubud ficamos no Komaneka at Bisma, um resort de luxo que arrepia qualquer sonhador, muito luxuoso e super top, super top mesmo! Todos os quartos têm varanda privativa com espreguiçadeira pra aproveitar o visual das plantações de arroz. As piscinas ficam muito bem posicionadas também, com uma vista do rio Campuhan, ao fundo.

Comemos também no restaurante do hotel que tem essa vista incrível. Comida super boa, com serviço de luxo e super deliciosa. Os funcionários são top e o preço super justo até quase normal

Há todos os dias, chá da tarde na recepção com chá e bolinhos de graça e à vontade e além disso, o hotel oferece wi-fi totalmente grátis em todo o complexo, além de estacionamento, que também é grátis. Não é à toa que é o hotel mais bem conceituado de Ubud.

Komaneka Bali Ubud

Piscina incrível do Komaneka at Bisma I Foto @FamiliaSemFronteiras

Komaneka Bali Ubud

Foto @FamiliaSemFronteiras

Komaneka Bali Ubud

Foto @FamiliaSemFronteiras

Restaurante Komaneka at Bisma Ubud Bali

Recamando bastante o restaurante do hotel que é uma delicia I Foto @KomanekaAtBisma

Komaneka at Bisma Bali Ubud

Foto @Komaneka At Bisma

Komaneka at Bisma Ubud Bali

Spa do Komaneka at Bisma I Foto @KomanekaATBisma

Saindo de Ubud, nós fomos para o Anantara, um outro hotel de muito luxo em Seminyak, o lugar simplesmente surpreende, não só pelo serviço mas também pela beleza e decoração

                   

                   The Mulia | Nusa Dua

…Mas falando em decoração, o que nos deixou uma impressão inesquecível foi o The Mulia hotel, em Nusa Dua. Esse hotel foi o que mais gostei e com certeza, mesmo que vier morar em Bali, antes de ter uma casa, quero ficar nele, só mais um pouquinho. 😉 Ele é o melhor resort de praia do mundo!;)   Hotel gigante onde tem até lojas e umas 3 piscinas e fica bem de frente para o mar, nossa! As piscinas são um sonho e todos os quartos têm hidromassagem. E ainda tem 4 restaurantes e 1 pub dentro, pra uma experiência gastronômica dos Deuses!

O hotel fica em Nusa Dua, uma praia família, tranquila e bonita. O bairro é cheio de hotéis de luxo – um mais chique que o outro mas nenhum se compara a este palácio. O hotel tem spa, quadra de tênis, sala de brinquedos para criança, café bar, padaria, uma capela, e praia particular também, um lugar que marcou a Família Sem Fronteiras!

@The Mulia

@The Mulia

The Mulia Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

The Mulia Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

The Mulia Bali

Foto @FamiliaSemFronteiras

The Mulia Bali

A caminho para a praia privada do The Mulia I Foto @FamiliaSemFronteiras

The Mulia Nusa Dua Bali

@The Mulia Hotel

The Mulia Musa Dua Bali

Reserve aqui e ganhe 15 euros na sua próxima estadia!

________Como chegar ?________

Bali de cima

Foto @FamiliaSemFronteiras

O principal portal de entrada na Ilha dos Deuses é o aeroporto de Denpasar, assim se chega em Bali, porém vamos lá: Se você está em qualquer lugar da Ásia, terá voos em ótimos preços e bem rapidinho, mas se estiver em alta temporada, é comum ter passagens mais cara, mas o importante é que ao menos você terá voo direto, caso esteja pela Ásia.

  Avião

Reserve o seu próximo voo aqui e ganhe pelo menos 20 reais de desconto!

Quem chega de avião vai chegar no aeroporto de Ngurah Rai, que é o portal de entrada de Bali. Há voos diretos da maioria das capitais asiáticas mas se vier da Europa ou Américas, Brasil, por exemplo, não tem voo direto, terá que fazer conexão em Dubai, Hong Kong, China ou Singapura.

Agora, pra quem já está na Ásia, como Tailândia ou proximidades, poderá contar com a low-cost AirAsia, que é uma das melhores low-cost do mundo.

  Barco

Foto @FamiliaSemFronteiras

Foto @FamiliaSemFronteiras

Pra chegar em Bali de barco, você estará vindo de 3 possíveis locais, Java, Lombok ou ilhas Gili.
De Java, terá que ir até o norte da ilha pra pegar o barco no porto Ketapang, pegando barco da linha PELNI que vai direto para o porto de Gilimanuk, em Bali. A viagem leva cerca de 40 minutos em média. Os barcos não são muito atraentes nem tão novos, mas é o único jeito.

De Lombok, terá que embarcar em Lembar, em Lombok, e os barcos estão disponíveis 24 horas por dia. A viagem pode durar até 4 horas ou mais por conta do carregamento das bagagens.

Das Ilhas Gili, irá pegar o barco na praia de Sanur, mas irá utilizar os barcos rápidos, que levam 2 horas pra chegar. Já esses barcos são lindos por serem de empresa particular mas custam mais do que os barcos comuns, é claro mas são bem euipados e seguros, além disso, eles têm banheiros mais limpos.

Do aeroporto para o Centro

Há muitos táxis no aeroporto, prontinhos pra levar quem chega pra qualquer parte da Ilha. O táxi não é caro não, por exemplo, do aeroporto até Ubud, fica em torno de 20 usd, e logo no aeroporto tem um balcão com preços dos táxis, o que facilita muito, mas recomendo alugar um carro já no aeroporto, como nós fizemos.

Se locomovendo em Bali

A melhor maneira de se locomover é alugando carro ou moto, não tem melhor, por conta de que a ilha não possui um serviço de transporte público bom, não recomendo contar com o transporte mas sim alugar o seu. Uma moto vai sair por volta de 10 usd por dia e já um carro uns 20 usd por dia. Mas um aviso muito importante é de ter o seu PID, que é a Permissão Internacional para Dirigir, que na Indonésia é obrigatória.

Pronto, viu um pouco de Bali, gostou? O que achou? Deixe seu comentário e compartilhe nossas dicas!

Articles

Find More  

Retrospectiva 2016 – O resumo do nosso ano

Et voilà, mais um ano que chegou ao fim. E que ano! 2016 foi, para nossa família, a imagem de 2015 e 2014, um ano excepcionalmente rico em descobertas, não somente ambientais, culturais ou sociais mas pessoais e humanas. E nesse ano de 2016 que chegou nossa segunda riqueza, o fruta do nosso amor, e nosso mais novo companheiro de …

Continue reading  

Tailândia: Como Chegar nas ilhas Phi Phi ?

A temporada chegou e junto com ela as ferias no Brasil. A Tailandia sempre foi um sonho e pensa em conhecer a famosa ‘praia’? Vamos la ! Logo depois de passar 5 dias maravilhosos na capital tailandesa, Bangkok, tínhamos que ir pra essas famosas ilhas das quais todo mundo falava, sim, as Ilhas PhiPhi. No nosso caso, como já mencionei …

Continue reading  

Ilhas Phi Phi: Quando Ir, Como Chegar, Visto: Tudo o que precisa saber antes de viajar.

As Ilhas Phi Phi viraram um novo destino de quem procura lugares exóticos pra curtir, aproveitar, relaxar e se surpreender. Aqui se pode ver o que nunca se viu antes, noites estreladas, dias de sol com céu azúl impecável e muita vegetação, mas também, o melhor, muito mergulho, água morna, praias paradisíacas com areia branca e macia e muita diversão. …

Continue reading  
  1. Renata Telles says:

    Carambaaaaa! Post mais completo impossivel!! Quando for pra la vou imprimir! 😂😂 fiquei morrendo de vontade viajar pra la!! E pelo visto nao deve ser taoo caro ne! Tirando a passagem area rs bjss

    • Familia Sem Fronteiras says:

      Esta certa Renata. Tirando a passagem área, a viagem para a Asia é baratinha: conseguimos comer para 2$, dormir em hotel pe na areia para 15$ e ainda conhecer o pais inteiro gastando menos que uma noite numa pousada em Jeri :-)

      JA foi num pais asiatico ? Depois duma viagem dessa, nunca mais aceita pagar caro para comer e viajar. Voltamos dos Usa onde ficamos 3 meses e cada dia tive que brigar comigo mesma para aceitar pagar o motel 250$ noite ou ainda 15$ uma comida de fast food.

      A Asia muda a maneira de ver a viagem

      Beijos !

  2. Gente! que lugar maravilhoso e lindo! Eu amei as dicas e, com certeza, já vou colocar esse destino na minha listinha de lugares para conhecer no mundo .

    • Familia Sem Fronteiras says:

      E tem que por na Lista Raquel ! Bali é incrivel ! Tanto que ja pensamos em ir morar la um tempinho perto de 2018-2019

  3. Keul Fortes says:

    O melhor post de Bali que já li até hoje. Um guia super completo! Tenho muita vontade de conhecer Bali. Que lugar lindo! E as opções de hospedagens? Super em conta pagar pouco para ficar com o pé na areia.

  4. Que post fantástico, muita história bacana, holandeses saqueando e tomando posse, achava que Bali sempre teve sua independência, as praias são lindas, ” não somente a Júlia Roberts veio, eu também estive aqui” essa foi sensacional hahahaaha, esses templos são demais, pena que não pode entrar, queria relatos internos hehehe, passeios com os elefantes que demais e ainda tem um hotel com vista para para o parque, preciso ir para Bali, esse resort Ayana é surreal que coisa linda, me surpreendeu Bali ter mais de 30.000 quartos de hotéis, sem dúvidas parece ser um lugar bem festivo e alegre, quando pensava em Indonésia não tinha noção que poderia existir tanta beleza, esse post surpreendeu de tão completo parabéns

  5. Julia Salce says:

    Caraaaaca, que post sensacional é esse? Um guia completo e riquíssimo sobre Bali, transforma ele num ebook e fala pro pessoal baixar, Alice! Tá incrível! Quanta riqueza de detalhes, quantas informações valiosas… sem falar das fotos paradisíacas, ne? Minha nossa! O que são essas fotos com o sunset? Pirei de amor!!! Antes de definir que casaríamos na Thai, pensamos em casar em Bali, no Conrad… mas como tb queriamos ir pra Tailândia, preferimos focar em um país só para conhecer melhor! A proxima ida tera Bali certamente!

    • Familia Sem Fronteiras says:

      Julia,
      Ficou sempre procurando seus comentários no meus post pois sei que serão minha motivação para continuar a escrever sobre nossas viagens. Suas palavras são sempre motivacionais e suas dicas valiosas. Ja pensei em transformar alguns dos meus post em ebook e sua dica amplifia essa ideia que tinha ha semanas.
      Bali é incrível. Diferente da Tailandia mas incrível. Casando na Tailandia, eu acredito que fez a boa escolha pois apesar de ser uma ilha fantástica, Bali não tem o charme irresistível da Tailândia. Se voltar para Asia e incluir Bali no roteiro,me avise para poder seguir toda essa viagem de perto.

      Beijos !

  6. Nossa esse post está riquíssimo! Repleto de informações, muito detalhado e com fotos lindíssimas! Parabéns mesmo pelo trabalho realizado, está excelente! E claro… só me deu mais vontade de conhecer!

    • Familia Sem Fronteiras says:

      O melhor elogio que podemos me fazer é de dizer que meus post são completos, detalhados e ilustrados com fotos lindas. Por essas palavras, Luisa, eu te agradeço e fico ainda mais motivada para escrever sobre as 50 cidades que ainda esperam o seu post detalhado :-)
      Bali estava na sua lista dos lugares para conhecer ou ainda não ?

  7. Débora Savaget says:

    Ual, vocês ficaram três semanas em Bali! Tô impressionada! Realmente essa ilha merece todos esses títulos que conquistou…
    Adorei as praias, vocês deram uma descrição ótima de cada uma delas! E hospedagens incríveis também! Minha vontade é de conhecer todas! Depois que vi o por do sol então, nem se fala! Perfeito!

    • Familia Sem Fronteiras says:

      Oi Debora,
      Ficamos 19 dias para ser exato e acredita não foi demais. A ilha é tão linda e fantástica que precisaria voltar um mes. Ja tinha ouvido das ilhas Gili ? Elas são o lado paradisíaco de Bali (de Lombok na verdade), uma maravilha. Alem de ter agua morna e turquesa, é de la que vimos os pôr do sol mais lindos de toda nossas vidas. Fantásticos !
      Ja pensou em conhecer Bali ou ainda não esta na sua lista ?

  8. Sensacional esse post de Bali família!!! Já queria conhecer agora me animei mais ainda, parabéns pelo post e pelas lindas fotos!! =D Beijos

    • Familia Sem Fronteiras says:

      Fico feliz de saber. Agora so encher as mochilas e programar a próxima viagem :-)