Durante as viagens: Como alimentar o seu bebê?

Preocupações que nós pais temos em como alimentar nossos bebês durante viagens e os cuidados que devemos tomar ao entrar em novos países com comidas e costumes diferentes dos nossos - faz diferença pra nós, então, imagine para eles - os bebês.

Viajar também é ter em mente a alimentação que o seu bebê irá consumir no seu próximo destino de férias. Até os 8 meses de idade da Ella eu ainda não tinha me perguntado sobre o assunto. A Ella estava exclusivamente na amamentação e ainda não comia como os “grandes”. Em junho de 2015 quando fomos passar 2 semanas no Marrocos, o pediatra me alertou sobre a alimentação da Ella e me aconselhou diversificá-la.

Honestamente eu não me senti muito segura em começar a nova fase alimentar dela no Marrocos, então decidi amamentar por mais um mês. Foi apenas em julho de 2015, no Brasil, que ela começou a comer purê de frutas e legumes. Mas e aí? Como alimentar o seu bebê durante uma viagem?

              Alimentar o bebê na viagem …

… se você amamenta

Prático e Confortável

Viajar com um bebê que ainda está na amamentação é ideal durante uma viagem ao exterior (e na vida cotidiana também :) ). Além de ser mais conveniente e menos volumoso do que transportar bolsas com vasilhas e latas de fórmulas, amamentar é também muito mais econômico já que passamos 5 meses na Ásia. A Ella passou para a fórmula (independente da minha escolha e vontade) e aí é que veio a noção de valores por lata pois algumas vezes eram simplesmente exorbitantes. Enquanto na Tailândia pagávamos de 3 a 4 Euros pela lata, em Cingapura o valor mudou consideravelmente, quando tivemos que desembolsar aí uns 50 Euros por lata! E além do valor nada agradável, algumas vezes era uma luta conseguir encontrar uma lata. Nas ilhas Gili, em Bali, não havia nenhum comércio que vendia leite infantil. Simplesmente catastrófico!

   Se você ainda amamenta como eu:

 1) Beba muita água

Principalmente se o seu próximo destino de viagem for muito quente. O pediatra do Noam me lembrou na visita de rotina que fizemos nos 3 meses dele que beber 4 litros de água ajuda a criar leite e também evitar qualquer problema devido às mudanças meteorológicas.

Beba agua

http://www.naturepedic.com/blog/wp-content/uploads/2011/01/mom-drinking-water.jpg

2) Se alimente bem

Parece mais um conselho sem sentido ou até mesmo clichê porém a alimentação da mãe tem um papel muito importante na produção e na composição do leite. Em certos países de clima quente, sentir fome é mais incomum, mas mesmo assim, é essencial continuar se alimentando o suficiente e corretamente para poder passar ao bebê tudo o que ele necessita.

Alimentação saudável

http://blog.medelabreastfeedingus.com/wp-content/uploads/2011/11/bigstock_Woman_and_baby_in_grocery_stor_14086571-880×400.jpg

 

Tenha sempre uma chuquinha 

Para evitar expor os seios – se amamentar é algo normal e natural no Brasil e na França, isso se torna diferente em países muçulmanos, pois a nudez ou apenas a mostra de seios é muito mal vista e é tida como desrespeito. Do marrocos à Turquia, passando pela Índia ou até a Malásia e Dubai, foi necessário esconder meus seios e até o meu ombro enquanto amamentava. Durante o meu vôo Paris – Mumbai uma aeromoça até me pediu que eu parasse de amamentar ou que me escondesse para não importunar os outros passageiros. Eu, com muita finesse, me recusei pois amamentar é o que há de mais natural na vida.

Se o bebê mama mamadeira

mamadeira avent
A esterilização das mamadeiras é alvo de debates que já duram anos. Alguns acreditam que deve ser apenas utilizada fora de casa e até no máximo os 4 meses de idade. Já outros dizem que é bom acostumar os bebês com os micróbios – e é o que eu também acho. Eu não sou obcecada por micróbios. A Ella sempre pôs tudo na boca sem nunca ter ficado doente. Se você esteriliza as mamadeiras eu aconselho que você alugue um apartamento com o material necessário para a esterilização. É possível também pedir nas cozinhas dos hotéis que ponham as mamadeiras em água fervente. Essa última opção foi a que escolhi durante a viagem pela Ásia aonde as mamadeiras necessitaram de uma limpeza profunda! :)

Como ferver as mamadeiras?

  • Eu aconselho, por experiência, que se deve acostumar os bebês a pegarem a mamadeira em temperatura ambiente. Este procedimento facilita consideravelmente a elaboração das mamadeiras. É suficiente ter uma garrafa d’água ou encher a mamadeira em nível necessário

 

  • Agora, se o seu bebê bebe em água morna, bom, pode pedir que eles (no restaurante ou no hotel) reaqueçam a água no micro-ondas ou no banho maria. Eles com certeza vão fazer este favorzinho gentilmente. Ah! Pode parecer óbvio mas não esqueça de dar a informação de quanto tempo é necessário para aquecer a água se não eles vão deixar a água borbulhante e pelando e aí você vai perder uns 5 minutos esfriando a água antes de dá-la ao seu bebê.

 

  • Muito importante também saber que a mamadeira deve ser esterilizada após cada mamada pois não deve ficar nenhum vestígio de resto de suquinho ou até mesmo do leite de fórmula, isso pode causar até diarreia no bebê por ainda não terem um sistema imunológico 100% completo, portanto, utilizem sempre limpas para garantir uma boa utilização.

… Se o seu bebê come purê

Seja purê de pote ou caseiro, a alimentação em forma de purê deve ser prevista e pensada antes de cada saída, mesmo que não viajemos.

1) Papinhas industrializadas

Viajar com papinhas industrializadas é provavelmente mais confortável e prático mas é também muito menos fácil. Durante uma viagem de longas horas eu recomendo ter papinhas que não necessitem ficar no refrigerador. Nós sempre fomos contra os alimentos industrializados e eu sempre fiz as refeições da Ella  com produtos frescos. No entanto entre São Paulo e Paris, em agosto de 2015, somente com a Ella, eu preparei o seu purê e ao chegar no avião com a temperatura extremamente quente, tudo se estragou. E agora, o que eu vou dar à minha bebê?! Felizmente eu tinha levado algumas papinhas industrializadas em caso da Ella querer comer mais do que o necessário. Isso foi o que salvou nossa viagem de 15 horas! Ainda que práticas, por já serem prontas e fáceis para aquecer, as papinhas são difíceis de se transportar em uma viagem por serem volumosas e pesadas. Elas acabam tomando espaço nas mala e podem afetar no custo do peso da mala.

2) Purê Caseiro

 A) O Uso do BabyCook

Como eu já dizia mais acima, eu sempre preparei o purê da Ella. Seja purê de legumes ou de compota, eu que sempre preparei tudo no forno e na medida, tudo, mesmo durante nossas viagens. Mas como? Quando a Ella nasceu, nós compramos um BabyCook da marca Beaba, um aparelho que cozinha a comida do bebê a vapor – muito fácil de transportar, nós o levamos conosco em todos os lugares por onde íamos: Brasil, Inglaterra, Irlanda, nosso tour da Ásia e finalmente Dubai, clique aqui e veja o que é e como funciona.

o BabyCook pesa menos de 4kg e se pode transportar na bagagem de mão. Ele é fácil para se usar tanto em casa quanto no hotel e tudo o que você precisa é de uma tomada elétrica e um pouco de água (+ os legumes e as frutas). O aparelho cozinha e mistura os alimentos, portanto é perfeito para os pais viajantes :) Sempre levamos o BabyCook, mesmo nos restaurantes ou até nos aeroportos, enquanto esperamos nossos voos ou esperamos a comida, e nessa meio tempo preparamos um belo de um purê.

 B) No hotel ou restaurante

Se você não tem um BabyCook, não se preocupe! Durante as viagens, mesmo sem um BabyCook, é possível sim cozinhar o purê dos bebês. Seja em um apartamento de temporada ou até mesmo em um hotel ou restaurante, é sempre muito simples de cozinhar.

Mesmo que seja fácil cozinhar de forma saudável para nossos filhos durante as viagens e em todos os tipos de acomodações, ainda assim é muito mais fácil em um apartamento de temporada. Normalmente os apartamentos de temporada e até os apart-hotéis disponibilizam o material necessário para cozinhar alimentos – mas se você não está em um apartamento de temporada, os hotéis e restaurantes em geral cozinham gratuitamente o purê. Nós sempre pedimos para que eles fizessem pra nós e nunca ninguém se recusou. E mesmo se você não tiver os legumes com você, é só explicar como deve ser cozido o purê. Quando esquecemos o purê da Ella, nós sempre pedimos para cozinharem 2 batatas com uma cenoura (ou abobrinha, tomate…) na água e misturar bem, tudo junto. Todos os restaurantes fazem esse favorzinho, todos!

Papinha prato

http://www.mulher.com.br/sites/itodas.com.br/files/mulher/imagecache/completa/receita-de-papinha-para-bebe-2.jpg

                Resumindo

Pense sempre no que levar para a sua viagem para poder fornecer alimentação adequada para o seu bebê, principalmente em casos de emergência, como por exemplo, se os seios estão vazios, tenha fórmula, ao menos uma com a quantidade certa de água e o pó separado e tenha utensílios básicos para fazer um purê e também frutas.

Porém o mais importante é, se alimente bem e beba muita água para não precisar disso tudo e poder apenas amamentar o seu bebê de forma saudável.

E claro, mantenha tudo bem limpinho e esterilizado, pois nunca se sabe como é o local para onde vamos, mas sabemos o que podemos fazer para manter o que somos – afinal, é o seu bebê em jogo.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>